Nota 11 nov

Um rapaz sentando no banco lendo um livro- e não é a bíblia! Quase ao lado, um garoto solitário ensaia uma dor no violão. Duas bicicletas públicas fazem a volta e se beijam. Debaixo da árvore um jovem casal se apaixona e, no parquinho, crianças brincam de infância.

Todo poeta deveria morar em frente a uma praça. : )

***

*Vejo letras, músicas e dezenas de fotografias. Definitivamente, não consigo me concentrar nos estudos aqui!

** “As vítimas são pessoas inteligentes, que pensam em vários assuntos ao mesmo tempo, mas sofrem com a dificuldade para organizar as idéias […] Entre os sintomas estão a dificuldade de concentração e de se planejar, baixa auto-estima e impulsividade – a pessoa pode falar muito, comer, gastar e até trabalhar muito, mas detesta seguir uma rotina.”  : p : D

Image

Anúncios

Uma resposta to “”

  1. Mariana 4 de janeiro de 2014 às 16:59 #

    Moro perto de uma praça.
    Elas têm um encantamento melancólico natural, basta o nosso humor para que fiquem sem vida.
    Achei bonita a parte das bicicletas..

    🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: